RAwa - Arte

A verdadeira arte é a expressão de uma elevada realização.

A arte é a maneira de cada pessoa exercitar as faculdades sutis da mente e expressar-se por meio da música, pintura, dança, teatro, filmes, escultura, poesia, livros e tantas outras potencialidades que a área permite.

Para a instituição Ananda Marga, a sociedade é elevada através da influência  das artes que vise o desenvolvimento das pessoas e de sua comunidade.

Visando a integração das artes com este objetivo, a Ananda Marga possui um departamento global de RAWA – (Associação Renascentista de Artistas e Escritores) que foi criado para encorajar as ramos mais sutis da arte e acompanhar a jornada do  artista da melhor maneira possível.

No Brasil, a área de Arte e Cultura da Ananda Marga está em formação e está  aberta para receber artistas que desejam participar do movimento!

Aprenda a Tocar Kiirtan

Serão quatro encontros de 2 horas com os diferentes temas abaixo:

 

  • Acordes – Quais são e como tocar melhor os acordes básicos dos kiirtans

 

  • Ritmos e Batidas – Quais as batidas maisusadas nos kiirtans

 

  • Dedilhados – Como tocar os dedilhados para deixar seus kiirtans mais suaves

 

  • A Voz e o violão – Como sincronizar a voz com o violão para fluir tranquilo quando tocar e cantar seus kiirtans

Desenvolvido por Shubhamaya ao longo de anos de prática, tanto como músico profissional quanto professor de música. Este método oferece a oportunidade de você aprender música a partir de uma experiência direta entre o seu corpo e o som.

A ideia central foca o aluno como um “epicentro” acústico, o ponto principal do sistema. E em torno deste epicentro, que é o aluno, a pessoa que soa, existem três “órbitas”: o repertório (kiirtans), os conceitos musicais (musiquês) e o instrumento (o seu preferido).

Na aplicação do método, estas três partes principais do processo se alimentam mutuamente, são interdependentes e conectam o aluno com a vivência do fazer música, tornando-o um protagonista consciente do seu próprio som.

Assim, cantar e tocar os kiirtans com fluidez e liberdade se torna uma consequência natural.

  • Apreciadores de kiirtans
  • Para ananda marguis, hare krishnas, yoguis, espiritualistas e simpatizantes de mantras
  • Para quem está tentando aprender kiirtans, mas se sente sozinho e sem estímulo
  • Para quem desejar tocar e cantar kiirtans, mas não sabe nada de música
  • Praticantes de yoga
  • Para quem já toca kiirtans mas quer, finalmente, sair daquele basicão
  • Para quem quer aprender música
  • Para quem pratica meditação
  • Para quem quer melhorar seu jeito de tocar violão
  • Para quem ama e quer espalhar a vibração do Amor em casa, na cidade, no mundo através do kiirtans
  •  

Shubhamaya

  • Músico,
  • produtor musical
  • Professor de música com larga experiência no ensino e prática de kiirtans e música brasileira.
  • Entusiasta da educação, propôs a criação da EKO (Escola de Kiirtans Online) escola pioneira no ensino de kiirtans no Brasil, com o uso de métodos e técnicas que buscam sempre as formas de aprendizado mais efetivas possíveis para os alunos.
  • A EKO Kiirtans Brasil tem o propósito de difundir o kiirtan e integrá-lo a nossa cultura musical.

Dança Indiana - Odissi

Odissi é uma dança tradicional Indiana que tem sua origem no estado de Orissa, costa leste da Índia.

 

Em seus primórdios, o Odissi era uma expressão artística com propósito devocional e ritualístico, praticada somente pelas mulheres que serviam nos templos para a divindade Jagannatha, o Senhor do Universo. Estas mulheres eram conhecidas como Maharis, Grande-mãe.

 

Considerada uma das 8 danças clássicas da Índia, ao longo da sua história, o Odissi sofreu (e ainda sofre) transformações e adaptações. Hoje, o estilo se apropriou dos espaços cênicos, mantendo o seu movimento de expansão e diálogo com a contemporaneidade em conexão com a sua raiz na dança ritualística.

 

Sua técnica é formada pela combinação de gestos vigorosos (tandava) com gestos  sutis, suaves (lasya). E, é através de suas qualidades gestuais de delicadeza, precisão e ritmo percussivo que o dançarino-ator narra histórias, poemas e épicos da mitologia hindu.

Uma sequência composta por sete etapas, respectivamente: alongamento; abertura (Saudação aos 3 planos) – por ser uma dança de origem Sagrada, antes da prática fazemos uma saudação pedindo permissão aos Deuses, a Terra e aos Gurus por dar início a vivência da Dança; basics steps – chouka e tribhanga (aquecimento) – sequência de 10 movimentos de chouka e 10 movimentos de tribhanga, que servem como preparação do corpo com a linguagem técnica da dança. Durante os Steps serão exercitadas as técnicas de movimentação das diferentes partes do corpo (pescoço, olhos, cabeça, torso, braços, pés e hastas); coreografia (expressiva ou abstrata) – Momento de construção de repertório ou processo criativo; alongamento; estudo dos Mudras (Hastas); fechamento (Mantra e Saudação aos 3 planos) – Ao final da prática fechamos com a mesma saudação do início da aula mas, agora, agradecendo aos Deuses, a Terra e aos Gurus pela vivência da Dança.

Interessados em dança no geral. Não precisa ter experiência anterior em dança. Recomenda-se a faixa etária a partir dos 15 anos e que pessoas que sofrem com dores nas articulações evitem participar, devido às exigências da prática.



– Trazer autoconfiança, auto-estima, equilíbrio emocional, clareza mental e tranquilidade.

– Conectar Arte e o Sagrado.

– Desenvolver sua própria expressão artística.

– Ampliar o condicionamento físico.

– Desenvolver o tônus muscular (os quadríceps e articulações dos joelhos, tornozelos e coxo-femural são as áreas mais trabalhadas).

– Trabalhar a coordenação motora e noções rítmicas.

Juliana Carvalho

Designer e dançarina, com especialização em Linguagem das Artes:

  • Artes Visuais,Dança, Teatro e Música, voltada para a arte-educação, pela Universidade de São Paulo.
  • Começou a estudar dança indiana, estilo Odissi em 2008. Teve aulas com as professoras-bailarinas: Andrea Prior (Espaço Rasa) e Silvana Duarte (Escola Padmaa).
  • Fez workshops com as dançarinas:
    • Saghyadipa Kar (Natamandir) em 2019,
    • Sarita Mrisha (Natamandir) em 2015 e 2018,
    • Rahul Acharya (Padmaa Arte e Cultura) em 2014, 2010 e com a dançarina Rekha Tandon (Cursado na Índia-Chenai-Pondycherry – 10 aulas para iniciantes de Odissi) em 2010.
  • Atuou de 2009 a 2014 como dançarina na Cia. Rasananda, grupo de performance e pesquisa de Odissi organizado pelo Espaço Rasa.
  • Foi artista residente do Centro de Referência da Dança – CRD / SP em 2016 e 2019.
  • Continua aperfeiçoando o estudo do Odissi com a professora Silvana Duarte na Escola Padmaa.
  • DRT: 0040551/SP

Teatro para Todos

Presença, expressão, espontaneidade e conexão

A Oficina é prática e está baseada em jogos teatrais e de improvisação aliados ao
trabalho de consciência do corpo-mente-emoções, do ser integral.

Os encontros com duração de 2 horas serão lúdicos e profundos ao mesmo tempo,
você será convidado a embarcar em experiências cuidadosas que te colocaram em
contato com sua própria expressividade, se reconectando com sua autenticidade, seu
jeito único de se comunicar e se conectar.

Sempre num espaço acolhedor, sem
julgamentos, seguro para que esse trabalho de autoconhecimento possa acontecer de
verdade.

Os encontros começam com o trabalho de consciência corporal, respiração e se
desenvolvem em jogos, improvisações e cocriações, finalizando com um momento de
reflexão e compartilhar.

Através do jogar e do brincar vamos pesquisar o eu no espaço, o eu e outro, buscando
relações mais cumplices e diretas com a gente mesmo, com os outros e com o mundo
em que cada um de nós está inserido.

Se trabalhar através do teatro de maneira gentil e divertida nos ajuda a habitar mais
nosso próprio corpo, integrando nosso ser na ação, no movimento, resgatando nossa
espontaneidade e criatividade primordiais.

Assim, a oficina tem como objetivo propiciar aos participantes o desenvolvimento de
suas potencialidades de comunicação e expressão pessoal e para isso trabalharemos
vários temas e ferramentas que possibilitam este estado expressivo como:

  • Consciência pelo Movimento
  • Respiração
  • Presença
  • Base e eixo
  • Foco
  • Disponibilidade e Prontidão
  • Conexão e Cumplicidade
  • Espontaneidade e improvisação
  • Energia e expansão
  • Charme pessoal – sua expressão única no mundo.
  • Criatividade, imaginação e cocriação

Tudo isso através de experiências que trazem bem-estar, alegria e entusiasmo!

  • Autoconhecimento, ampliar a observação e percepção de si e de como você se
    relaciona com o outro;
  • Estar mais presente, com mais consciência do corpo, mente e emoções;
  • Relaxar, brincar, reduzir a ansiedade e estresse;
  • Se reconectar com a sua imaginação e capacidade criativa;
  • Se soltar, ir além do certo e errado, da vergonha e da timidez para retornar à
    espontaneidade, a ludicidade, a alegria e a liberdade de se expressar e criar;
  • Melhorar a expressão pessoal e desenvolver uma comunicação mais autêntica;
  • Mais autoconfiança;
  • Ter mais conexão e qualidade nas relações interpessoais;
  • Mais disponibilidade e prontidão para improvisar e jogar melhor na sua própria
    vida, desenvolvendo novas formas de lidar com situações cotidianas, solucionar problemas e realizar tarefas de maneiras mais criativas e prazerosas;

A Oficina é principalmente prática e está baseada nos Jogos Teatrais (especialmente Viola Spolin e Augusto Boal) e nas técnicas do Teatro Físico, especialmente de Contador de Histórias, na linha de Jaques Lecoq.

Além de atividades de Improvisação e Criação individual e coletiva.

Aliados ao trabalho corporal de Consciência pelo Movimento (Método Feldenkrais) e práticas de relaxamento, respiração e auto-observação.

Os encontros ainda terão espaço para reflexão e partilha dos processos vivenciados pelos participantes na oficina.

  • Duração: 2h
  • Periodicidade: 8 encontros, 1 vez por semana

A Oficina se destina a interessados em geral, adultos e jovens a partir de 15 anos, que busquem aperfeiçoar de uma forma descontraída e profunda, sua comunicação e expressão pessoal, e uma maior integração do corpo, mente e emoções na sua vida.


Não é necessária qualquer experiência prévia.

Silvia Fuller

Atriz, arte-educadora e diretora teatral, formada pela The Commedia School – Dinamarca e pela PUC/SP.

Graduada em Comunicação Social pela Unesp/Bauru. Também é educadora somática pelo Método Feldenkrais de Consciência pelo Movimento.

Especializou-se em Teatro Espontâneo, Psicodrama e Teatro do Oprimido.

Estudou Clown com Cristiane Paoli Quito, Improvisação dança-teatro com Tica Lemos e Alex Ratton, entre outros.

Há mais de 20 anos, pesquisa e utiliza o teatro como ferramenta de desenvolvimento humano e artístico. Com experiência nacional e internacional, hoje atua na cia Coexistir de Teatro, que pesquisa mitologia e psicologia junguiana no fazer teatral e é uma das
fundadoras da cia VerDeImproviso.

Participa de outros núcleos de pesquisa e montagem de espetáculos, e também da criação e realização de programas vivenciais, artísticos e de autoconhecimento em empresas e ONGs.

Desde 1998, coordena e atua no setor de Artes do Instituto Visão Futuro-Porangaba/SP, tendo participado da criação, direção e produção de mais de 40 trabalhos, entre peças teatrais, contações de história, esquetes, performances e teatros rituais.

Também trabalha na criação e facilitação de cursos, workshops e treinamentos do mesmo Instituto.

Dá aulas de teatro na Associação São Joaquim há 10 anos.
Há mais de 20 anos é praticante de yoga e meditação, tendo aliado essas práticas ao seu trabalho.


Parceira da LIM – Laboratório de Inteligência Múltiplas, produz materiais audiovisuais para crianças, jovens e educadores, com contações de histórias, jogos teatrais e técnicas de autocuidado, respiração consciente e meditação.

Ananda Marga – São Paulo

Contato: (11)  95595-9744 / (11) 2204-7954
E-mail : saopaulo@anandamarga.org.br
Rua Alfredo Zunkeller, 59 Mandaqui – São Paulo

Gostaria de participar do evento?

Deixe os seus dados que entramos em contato com você. 

Agende uma aula experimental

Deixe os seus dados que entramos em contato com você. 

Orientações de Segurança
(COVID-19)

Estamos vivendo um momento atípico mas, para a o bem-estar, saúde e segurança de todos, seguimos algumas regras de convivência:

  • Limitação de no MÁXIMO 8 pessoas por aula
  • Uso obrigatório de máscara
  • Janelas abertas durante a prática
  • Retirada dos calçados antes de adentrar o recinto
  • Distanciamento entre os praticantes
  • Disponibilização de álcool em gel 70%